Câncer ginecológico

O câncer ginecológico muitas vezes é silencioso e difícil de ser detectado, por isso é importante realizar consultas regulares para saber identificá-lo precocemente. Assim haverá maior eficiência no diagnóstico e no tratamento.

Vamos entender mais sobre os tipos de tumores mais recorrentes e conhecidos.

Tipos de câncer ginecológico

De colo de útero

No Brasil, é uma das maiores causas de morte, apesar da maior facilidade na detecção e prevenção. A infecção persistente pelo HPV é um dos principais fatores para o seu desenvolvimento.

De ovário

É mais difícil de ser diagnosticado. Entre os fatores de risco, considera-se:

  • Idade superior a 40 anos;
  • Histórico familiar;
  • Não ter tido filhos ou ter sido mãe após os 30 anos;
  • Uso contínuo de anticoncepcionais ou reposição hormonal.

De endométrio

É ocasionado, em boa parte, pela longa exposição ao hormônio estrogênio, produzido pelo próprio corpo ou recebido por terapia hormonal. Outros fatores incluem:

  • Menstruação precoce;
  • Menopausa tardia;
  • Nunca ter engravidado;
  • Idade avançada;
  • Terapia hormonal para câncer de mama;
  • Histórico familiar de câncer na região do útero e obesidade.

De vagina

É um tumor mais raro e a sua ocorrência pode estar associada ao HPV. Outros fatores de risco incluem:

  • Histórico de lesões pré-cancerígenas;
  • Antecedente de câncer cervical;
  • Pessoas cujas mães usaram o dietilestilbestrol para prevenção de aborto durante a gestação;
  • Múltiplos parceiros sexuais;
  • Início da atividade sexual em idade precoce;
  • Pessoas imunossuprimidas, tabagistas e que estejam acima de 60 anos.

De vulva

É bastante incomum, mas acomete predominantemente pessoas entre 65 e 70 anos, se apresentando como úlcera ou placa, normalmente se desenvolve de maneira lenta durante vários anos.

Os fatores de risco ainda são desconhecidos, mas o HPV é uma provável causa. Outros fatores identificados são:

  • Pessoas imunossuprimidas, com histórico de lesões vulvares pré-cancerígenas ou lesões de pele envolvendo a vulva;
  • Pessoas que tiveram câncer cervical prévio, tabagismo e idade avançada.

Vale prestar atenção em:

  • Coceiras ou sensação de queimação na vulva;

Alguns sintomas que estão relacionados a câncer e podem indicar buscar um médico:

  • Sangramento não relacionado à menstruação;
  • Alterações de cor na pele e nódulos;
  • Dor pélvica, dor ao urinar e desconforto durante relação sexual.
  • Dor pélvica persistente, não restrita ao período pré-menstrual;
  • Pressão abaixo do umbigo;
  • Inchaço abdominal e flatulência;
  • Dor lombar persistente e intensa;
  • Sangramento vaginal anormal;
  • Febre persistente;
  • Dores de estômago ou alterações gastro-intestinais;
  • Perda de peso acentuada sem dieta;
  • Anormalidades na vulva e vagina, como bolhas, feridas ou alterações de cor;
  • Fadiga.

A presença destes sintomas não indica necessariamente qualquer tipo de doença, mas é importante a investigação.

Tratamento e prevenção

O principal exame para confirmação do diagnóstico é a biópsia. Porém, outros exames clínicos e de imagem podem ser realizados. Tais como:

  • Exame clínico reto-vaginal;
  • Tomografia computadorizada;
  • Ressonância nuclear magnética;
  • Ultrassonografia;
  • Exame de sangue;
  • Histeroscopia;
  • Colposcopia.

O tratamento adequado depende do estado da doença. As modalidades disponíveis são:

  • Cirurgia,
  • Radioterapia externa,
  • Braquiterapia,
  • Quimioterapia
  • A combinação de duas ou mais modalidades.

Para prevenção, a consulta periódica com o ginecologista e a realização anual do preventivo são as mais indicadas, pois mantém o rastreamento regular de possíveis alterações.

Além disso, como o câncer de colo do útero está relacionado com o HPV, é recomendada a vacinação preventiva – preferencialmente antes do início das atividades sexuais, para as meninas e meninos.

Dr. Alexandre Pedrosa, coordenador do Centro de Cirurgia Ginecológica da Perinatal Laranjeiras – CRM 52.68414-7

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Acima ↑

Crie seu site com o WordPress.com
Comece agora
%d blogueiros gostam disto: