O que é gravidez ectópica?

A gravidez ectópica ocorre quando o embrião se implanta fora da cavidade uterina, o local mais comum de acontecer essa implantação errada é nas trompas. É causada por alguma dificuldade na migração do embrião até a cavidade uterina, local correto para sua implantação.

No mês da prematuridade, a Dra. Ângela Azevedo Ferreira, conta sobre seu recente caso de sucesso

Depois de três perdas gestacionais, Mayza Carla Devens, de 33 anos, iniciou um acompanhamento ginecológico para investigar possíveis causas da dificuldade de manter as gestações até o fim. Em sua rotina não haviam alterações e, sendo assim, foi iniciado previamente o uso de ácido fólico. Logo em seguida Mayza engravidou.

Equipe médica da Perinatal comemora alta de paciente com prematuridade extrema

Nascido depois de apenas 23 semanas de gestação e com 550g, Tomás passou sete meses internado na UTI Neonatal antes de conhecer seu lar, onde hoje vive com a mãe, Mayza. Devido a significativa imaturidade de seus órgãos, a equipe médica o manteve em uma incubadora umidificada, dentro da qual sobreviveu com ajuda de monitores e respiradores microprocessados.

CENTRO DE REFERÊNCIA: APÓS TRÊS CIRURGIAS DE HIPOPLASIA DA CAVIDADE ESQUERDA, CORAÇÃO DE VALENTINA BATE FORTE PELA EQUIPE DA PERINATAL

Ana Paula Ximenes descobriu aos sete meses de gestação que seu bebê apresentava hipoplasia da cavidade esquerda após fazer o ultrassom morfológico, seguido do ecocardiograma fetal. Sem conhecimento sobre a grave patologia, ela recorreu à Associação de Assistência à Criança Cardiopata Pequenos Corações, uma entidade sem fins lucrativos que auxilia famílias de crianças com cardiopatia congênita. Lá, foi orientada a procurar a Perinatal, pois é um dos raros hospitais no Brasil que realizam a Cirurgia de Norwood.

Cardiopatia congênita: um em cada 100 bebês nasce com problemas no coração

A malformação do coração é responsável por quase 40% dos óbitos por anomalia congênita em bebês com menos de um ano. No Brasil, a cardiopatia atinge um em cada 100 recém-nascidos. A cirurgia para correção é extremamente delicada e exige médicos altamente especializados e equipamentos de ponta, procedimento que ainda não é amplamente realizado no Brasil.

Cirurgia cardíaca em bebês. Da complexidade das intervenções ao contato com a família

A cardiopatia congênita pode ser detectada ainda no útero materno. O diagnóstico precoce oferece aos pais a oportunidade de compreender sobre a patologia e se preparar para uma possível cirurgia, caso seja necessário. De acordo com a Dra. Sandra Pereira, coordenadora de cirurgia cardíaca da Perinatal, existem mais de 40 tipos de malformações no coração, e o trabalho de uma equipe médica, começa muito antes de uma intervenção propriamente dita.

Em Laranjeiras, gestante testa positivo para COVID-19 em procedimento de retirada do balão de hérnia diafragmática

Na 26ª semana de gestação, a fisioterapeuta, Lidiane Sagawe, deu entrada na Perinatal para realização de um procedimento intrauterino. Tratava-se da cirurgia de hérnia diafragmática congênita. No seu caso, o balão foi inserido para corrigir a malformação, diagnosticada como "muito grave", uma vez que o fígado de seu bebê estava localizado dentro do tórax.

Acima ↑

Crie um novo site no WordPress.com
Comece agora