A importância do acompanhamento pré-natal no diagnóstico precoce

A realização do pré-natal representa papel fundamental na prevenção e/ou detecção precoce de patologias – tanto maternas como fetais – permitindo um desenvolvimento saudável do bebê e reduzindo os riscos da gestante.

Informações sobre diferentes vivências devem ser trocadas entre as mulheres e os profissionais de saúde, pois é a melhor forma de promover a compreensão do processo de gestação.

O que deve ser fornecido pelo serviço de saúde durante o pré-natal?

  • Cartão da gestante com a identificação preenchida e orientação;
  • Calendário de vacinas e suas orientações;
  • Solicitação de exames de rotina;
  • Orientações sobre participação em atividades educativas;
  • Agendamento de consulta médica para pesquisa de fatores de risco.

Quais são as vantagens do pré-natal?

  • Identificar doenças que já estavam presentes no organismo. Seu diagnóstico permite tratamentos que evitam maior prejuízo à mulher, não só durante a gestação, mas por toda sua vida;
  • Detecta problemas fetais, como más formações. Algumas delas, em fases iniciais, permitem o tratamento intrauterino;
  • Avalia aspectos relativos à placenta, possibilitando tratamento adequado;
  • Identifica precocemente a pré-eclâmpsia, que se caracteriza por elevação da pressão arterial e comprometimento da função renal e cerebral.
  • Avaliar durante toda a gestação os fatores de risco para hemorragia, hipertensão arterial e infecção que são as três complicações mais graves no puerpério.

Quais os principais objetivos do pré-natal?

  • Preparar a mulher para a maternidade, trazendo informações educativas sobre o parto e o cuidado da criança;
  • Fornecer orientações essenciais sobre hábitos de vida e higiene pré-natal;
  • Orientar sobre o estado nutricional apropriado;
  • Orientar sobre o uso de medicações que possam afetar o feto ou o parto;
  • Tratar das manifestações físicas próprias da gravidez;
  • Tratar de doenças existentes, que de alguma forma interfiram no bom andamento da gravidez;
  • Fazer prevenção, diagnóstico precoce e tratamento de doenças próprias da gestação ou que sejam intercorrências previsíveis dela;
  • Orientar psicologicamente a gestante para o enfrentamento da maternidade;
  • Nas consultas médicas, o profissional deverá orientar a paciente com relação à dieta, higiene, sono, hábito intestinal, exercícios, vestuário, recreação, sexualidade, hábitos de fumo, álcool, drogas e outras eventuais orientações que se façam necessárias;
  • Desconstruir conceitos equivocados tanto sobre o parto normal quanto à cesariana, ajudando assim a mulher a ter maior segurança emocional para aguardar o momento do seu parto.

A assistência ao pré-natal é o primeiro passo para parto e nascimento humanizados e pressupõe a relação de respeito que os profissionais de saúde estabelecem com as mulheres durante o processo de parturição e, compreende:

  • Parto como um processo natural e fisiológico que, normalmente, quando bem conduzido, não precisa de condutas intervencionistas;
  • Respeito aos sentimentos, emoções, necessidades e valores culturais;
  • Disposição dos profissionais para ajudar a mulher a diminuir a ansiedade e a insegurança, assim como o medo do parto, da solidão, da dor, do ambiente hospitalar, de o bebê nascer com problemas e outros temores;
  • Promoção e manutenção do bem-estar físico e emocional ao longo do processo da gestação, parto e nascimento;
  • Informação e orientação permanente à gestante sobre a evolução do trabalho de parto, reconhecendo o papel principal da mulher nesse processo, até mesmo aceitando a sua recusa a condutas que lhe causem constrangimento ou dor;
  • Espaço e apoio para a presença de um(a) acompanhante que a gestante deseje;
  • Direito da mulher na escolha do local de nascimento e corresponsabilidade dos profissionais para garantir o acesso e a qualidade dos cuidados de saúde.

Somente médicos e cirurgiões-dentistas devidamente habilitados podem diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios.

Dr. Paulo Marinho, Gerente do setor de Obstetrícia da Perinatal – CRM 52476229

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Acima ↑

Crie seu site com o WordPress.com
Comece agora
%d blogueiros gostam disto: