Descolamento prematuro da placenta

O descolamento prematuro da placenta pode ser muito prejudicial: o bebê pode nascer prematuro ou com baixo peso e a mãe pode perder uma grande quantidade de sangue.

Causas

As possíveis causas incluem trauma, lesão no abdômen ou perda rápida de líquido amniótico.

Fatores de risco

  • Pressão arterial elevada;
  • Episódio anterior de descolamento da placenta;
  • Fumar durante a gravidez;
  • Ter uma cicatriz de uma cirurgia do passado ou um mioma uterino onde a placenta deveria se prender à parede do útero;
  • Distúrbios de coagulação do sangue;
  • Gravidez múltipla.

Sintomas

  • Sangramento vaginal;
  • Dor abdominal;
  • Dor nas costas;
  • Amadurecimento uterino precoce;
  • Contrações uterinas rápidas.

Em alguns casos, o descolamento prematuro da placenta se desenvolve lentamente. Se isso acontecer, você pode notar um sangramento vaginal intermitente.

Diagnóstico

Descolamento prematuro da placenta é geralmente uma emergência médica. Dependendo da gravidade, a gestante precisará ser admitida no hospital e monitorada.

Se você e o bebê estão sendo monitorados no hospital, aqui estão algumas informações para ajudá-lo a se preparar para o que está por vir, e o que esperar do seu médico.

Os exames para diagnosticar descolamento prematuro da placenta podem incluir:

  • Ultrassonografia abdominal
  • Hemograma completo
  • Monitoramento fetal
  • Nível de fibrinogênio
  • Tempo parcial de tromboplastina
  • Exame pélvico
  • Tempo de protrombina
  • Ultrassonografia vaginal.

Tratamento

Não é possível recolocar uma placenta que já está separada da parede do útero. Opções de tratamento dependerão das circunstâncias:

O bebê não está perto de nascer

Se o descolamento parece leve, o ritmo cardíaco do bebê é normal e é muito cedo para nascer, a gestante pode ser internada para acompanhamento. Se o sangramento para e a condição do bebê é estável, é indicado descanso em casa. Em alguns casos, pode ser dada medicação para ajudar os pulmões do bebê a amadurecerem, caso o parto prematuro torne-se necessário.

O bebê está perto de nascer

Após 34 semanas de gravidez e o descolamento prematuro da placenta parece mínimo, acompanhar de perto o parto vaginal pode ser possível. Se o descolamento progride ou compromete a saúde da mãe, ou do bebê, será necessário cesárea imediata. Se surgir uma hemorragia grave, será preciso uma transfusão de sangue.

Prognóstico

Para a mãe, o descolamento prematuro da placenta pode levar a:

  • Choque devido à perda de sangue;
  • Problemas de coagulação do sangue;
  • Necessidade de uma transfusão de sangue;
  • Falha dos rins ou outros órgãos.

Prevenção

Não é possível prevenir diretamente o descolamento prematuro da placenta, mas é recomendado diminuir alguns fatores de risco que tornam o problema mais provável.

Se você já teve um descolamento prematuro da placenta e está planejando uma nova gravidez, converse com seu médico sobre formas de reduzir o risco. Também é necessário monitorar cuidadosamente a sua condição durante toda a gravidez, por isso a importância do pré-natal.

Dra Lara Somma, obstetra da Perinatal – CRM 52809730

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Acima ↑

Crie seu site com o WordPress.com
Comece agora
%d blogueiros gostam disto: