Gestantes podem tomar vacina da Covid-19?

Mulheres grávidas com doenças preexistentes ou estão na linha de frente no combate ao Covid poderão se imunizar, se sentirem a vontade

Grupos considerados de risco têm demonstrado ansiedade diante da vacinação para Covid-19. Alguns idosos e profissionais de saúde, que estão na linha de frente do combate a pandemia, já receberam a primeira dose do imunizante. No entanto, o que muitas mulheres querem saber é “gestantes podem tomar a vacina?”. De acordo com a Associação de Ginecologia e Obstetrícia do Estado do Rio de Janeiro (SGORJ), os casos têm que ser analisados com cautela, pois ainda não existem dados de eficácia disponíveis na comunidade científica. O presidente da SGORJ e chefe do serviço de cirurgia fetal da Perinatal (Rede D’Or), Dr. Renato Sá, explica que deve ser oferecida a vacina para a gestante que possui doenças preexistentes ou esteja atuando de alguma forma na linha de frente na batalha contra o Covid. “Nesse caso, a grávida assinará um termo de consentimento no qual é informado que o imunizante não foi testado em grupos de gestantes, mas que seu uso é justificado ao considerar a situação risco x benefício”.

Apesar das vacinas não terem sido avaliadas em gestantes e lactantes, a experiência de outros imunizantes aponta eficácia e segurança, além disso, estudos em animais não identificaram risco. Segundo, Dr. Renato as vacinas em geral atuam de forma positiva quando utilizadas por esse grupo específico. “O obstetra tem papel fundamental para a análise, junto com a gestante, dos casos em que existe benefício do uso da vacina diante da gravidez ou do período de amamentação”.

Mas e as gestantes que não possuem nenhuma doença preexistente, e nem estão na linha de frente? Como devem proceder? O médico explica que a prevenção associada ao distanciamento social continua sendo a melhor opção, por enquanto. “É importante, o isolamento, não só da gestante, mas também das pessoas que têm contato com ela”.  As recomendações e requisitos para manter uma gravidez saudável, nesse período, continuam sendo: higienizar as mãos, usar máscara e ficar em casa. Sobre a vacina contra Covid, Dr. Renato explica que o mundo se prepara para reta final da fase de testes dos imunizantes, mas, antes de tudo, é fundamental que grávida se vacine para H1N1. “Essa vacina já está disponível e o contágio na gravidez pode ser muito perigoso”.

Dr. Renato Sá, responsável pela obstétrica da Perinatal
CRM 5251923-2

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Acima ↑

Crie seu site com o WordPress.com
Comece agora
%d blogueiros gostam disto: