RUBÉOLA CONGÊNITA

A Rubéola é uma infecção contagiosa que provoca sintomas como manchas vermelhas na pele, dores de cabeça e no corpo, coriza, febre, olhos avermelhados e sensação de mal-estar.

Sua vacina, a tríplice viral, pode ser encontrada nas redes pública e privada. Apesar de controlada, a doença não está banida no Brasil. No caso de gestantes, o cuidado deve ser redobrado, pois a mãe pode transmitir a patologia para o feto.

“A data da infecção na gravidez tem papel fundamental nesse momento. Só assim o médico poderá fazer o diagnóstico e indicar o melhor tratamento, sempre com monitoramento”, conta a Dra. Lara Somma, obstetra da Perinatal.

“As complicações fetais são mais comuns quando a mãe é infectada antes da 20ª semana de gravidez. Caso a infecção seja diagnosticada depois desse período, as chances do bebê não ser afetado são maiores. Tudo depende de como foi o primeiro trimestre da gestação.”, afirma.

A Síndrome da Rubéola Congênita pode levar ao aborto espontâneo ou até malformações do bebê, como deficiências visual, mental, auditiva e problemas cardíacos.

Se imunizar estando grávida é contra-indicado: a vacina é de vírus vivo e pode atravessar a placenta e, teoricamente, infectar o feto, por isso a melhor alternativa é buscar aconselhamento médico nesse momento.

No entanto, as mulheres que pretendem engravidar podem e devem se vacinar, já que a vacinação contra Rubéola pode efetivamente proteger contra a infecção subsequente e é a melhor estratégia para eliminar casos de SRC.

Dra Lara Somma, obstetra da Perinatal

CRM 52809730

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Acima ↑

Crie um novo site no WordPress.com
Comece agora
%d blogueiros gostam disto: